Todo produtor de evento quer que sua ação seja um sucesso e frequentada pelo maior número possível de pessoas. E se você pudesse multiplicar esse número milhares de vezes, engajar gente que não está no evento, mas se interessa por ele, e ainda interagir com clientes e possíveis compradores mesmo à distância? Pois saiba que é isso que a cobertura de eventos pelas redes sociais pode lhe proporcionar.

Para falar mais sobre esses benefícios, abordar as redes sociais que suportam esse tipo de transmissão e quais equipamentos usar na ação, elaboramos este artigo. Vamos tirar todas as suas dúvidas e expandir ainda mais os domínios da sua empresa.

Preparado para essa novidade? Então, continue a leitura e aprenda agora a começar a sua transmissão para conquistar mais clientes.

Veja por que a transmissão é tendência na cobertura de eventos

As transmissões ao vivo viraram uma febre nas redes sociais e essa tendência foi rapidamente captada e revertida para o setor de produção de eventos. Isso porque ela faz com que você atinja um público maior do que aquele que está presente fisicamente na ação, aumentando a visibilidade da sua marca, humanizando o seu produto e ainda gerando economia na hora da divulgação — já que, com um equipamento diminuto, você pode atingir milhares e até milhões de pessoas.

Com tantas vantagens, essa estratégia virou um dos coringas do setor. Veja a seguir quais são os equipamentos necessários para realizar uma transmissão ao vivo.

Saiba como realizar uma transmissão

Dependendo do tamanho do seu evento, você pode multiplicar esse equipamento e criar diferentes pontos de transmissão. Mas, para uma transmissão básica, digamos assim, você vai precisar dos seguintes itens:

Câmera

Mesmo que seja uma transmissão simples, invista em uma boa câmera para fazê-la. Ela pode ser uma webcam, a câmera de um smartphone ou uma câmera de verdade, mas ela deve apresentar qualidade e não distorcer a imagem quando a conexão ficar mais fraca ou em um ponto distante.

Placa de captura

Se esse processo for feito por uma câmera, ele deve ser convertido para ser transmitido pela internet. Isso é feito através de uma placa de captura, que faz a conversão da imagem em um computador e possibilita o seu envio pela internet.

Microfone

Mesmo que sua captação seja feita pelo celular, invista em microfones que possam ser acoplados ao aparelho para fazer uma boa captação de som do ambiente. Para outros tipos de captação, ele também se faz necessário.

Conexão

Essa é uma das maiores vilãs das transmissões. A conexão de transmissão de imagens deve ser boa, forte e sem interrupções. Se for possível, evite as conexões wi-fi, por causa de falhas e bloqueios por causa de paredes ou outros obstáculos físicos.

Escolha a rede social perfeita

Agora que você já sabe o que vai precisar para fazer a chamada live streaming, ou transmissão ao vivo, vai precisar definir em qual rede social fará essa veiculação. Atualmente, Facebook, Instagram e Twitter oferecem esse tipo de serviço. Escolha a rede na qual o seu público seja mais acostumado a buscar notícias sobre seus produtos.

Outra vantagem importante é a possibilidade de interagir com o seu público e possíveis compradores, onde quer que eles estejam, por meio dessas redes. Ao escolher por onde fará essa transmissão, leve em conta as possibilidades de interação oferecidas por cada canal.

Como vimos, a cobertura de eventos pelas redes sociais é um dos trunfos que o produtor pode e deve usar. Barato, eficiente e de grande alcance, essa estratégia multiplica o potencial da sua ação, abre espaço para novos clientes e humaniza o evento, já que convida a todos a “entrarem” e verem a realidade sem cortes ou edição.

Se você curtiu o nosso post, que tal assinar a nossa newsletter e ter acesso a mais informação?